Outliers??

45% das empresas fecham nos primeiros dois anos de atividade.

13,9% de taxa de desemprego em Portugal.

7% de probabilidade de ganhar um qualquer prémio no Euromilhões.

99.9% de hipótese de estares na fila mais lenta no trânsito.

 

Somos diariamente bombardeados por percentagens e estudos que tentam explicar o mundo e os seus acontecimentos.

Estas percentagens são interessantes, pois dão uma visão macro do mundo, ou seja, explicam como é que no passado se comportaram os diferentes agentes e eventos. São referências sobre como é que diferentes partes do sistema atuam e analisam em que medida se chegou a determinados resultados.

 

O grande perigo desta informação é ela ser encarada pelo indivíduo, não como uma indicação mas como uma sentença - a nível consciente e/ou inconciente.

No entanto, a nível micro só existem duas percentagens: 0 ou 100%.

Independentemente da taxa de sobrevivência de uma determinada doença, tu salvas-te ou não. Seja qual for a taxa de acidentes na estrada, tu bates ou desvias-te.

Ao nível do individuo, o “código” é binário e por isso ou tens 0 ou 1.

Esta observação do mundo é incrivelmente útil, pois permite uma ação mais consistente e confiante rumo ao objetivo.

Se a meta for algo em que a taxa de sucesso é baixa, aceitar este código binário dá-nos fé e confiança que podemos lá chegar, e essa crença em nós próprios e no nosso sucesso é muito importante para o conseguirmos.

 

Se, por outro lado, a probabilidade de bom resultado é grande, isso pode levar a um facilitismo promovedor de desconcentração e falta de empenho. E todos já fomos “vitimas” de acharmos que algo é muito fácil...

 

Não importa o quão alta é a montanha, o quantos falharam antes de ti ou o quanto todos acham que vais conseguir. 

Centra-te nas tuas capacidades, no teu treino, na tua performance e faz a história acontecer!